Sunday, April 09, 2006

Domingo no parque de reflexões.

Hoje eu fui no parque com João Victor, meu afilhado. Encontrei amigas minhas levando os seus filhos, e algumas delas me perguntaram se João Victor era meu... respondi que sim, ele é meu ... afilhado. Vi casais de namorados comendo algodão doce juntinhos, saindo do trem fantasma abraçadinhos, olhares apaixonados na roda gigante, casais nas nuvens... literalmente. Durante o tempo em que ficava sozinha esperando Victor andar nos brinquedos, ficava pensando... refletindo... relembrando o quanto eu me divertia quando o meu avô Paulo me levava no parque, e comparando com a diversão que tive hoje, ao ver a alegria de João Victor. Agora entendo o porquê da cara de satisfação, de felicidade que vovô fazia ao acenar para a gente em todas as voltas do carrossel, da roda gigante... ele se sentia feliz por estar nos proporcionando a alegria de ser criança, de poder curtir o nosso mundo da melhor forma e no melhor lugar: num parque de diversões... que hoje se transformou para mim, num parque de reflexões, de lembranças lindas... mágicas.

1 comment:

Ev. said...

Tenho uma conexão muito forte com meu avô. Respeito e adimiração, pela pessoa que ele é, e pelo que representa pra mim.

Adorei seu texto. Não só pelo fato de lembrar meu avô, mas pq é de uma sensibilidade fantástica, e transmite exatamente toda a satisfação que o momento proporcionou. Parabéns!

De certo modo esse texto me leva a crer que em breve voltarei aqui, em busca de mais belas palavras.