Wednesday, April 05, 2006

Nas grades do medo

Sinto-me presa...
e assim sou presa fácil.
Presa dentro de mim mesma,
Esperando algo ou alguém tirar daqui de dentro
o que eu tenho de mais eu...

Este algo que me liberta, existe.
E este alguém... resiste.
Resiste à tentação,
à paixão que prende...
ao amor que liberta.

1 comment:

Rafael Dx7 said...

eu não conhecia este espaço!!! mais que bom que ele existe!
fico muito feliz de ver essas iniciativas de escrever, colocar pra fora o que se sente.
pode ter certeza de que serei leitor assíduo!

muito bom esse texto. sensível, como vc.
bjão!